quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Reflexos...

Reflexos...


...Ouço vozes no espelho,

retinem imagens de verbos

conjugados na carne.

Sangram vultos opacos

e distorssem os traços

confundindo voz e visão.

Um toque e o mundo,

vira ao avesso do verso.

Sinto o reflexo nas retinas, 

  transpassarem o espelho.

Vozes se ocultam.

olhos vagam sem quebrar a visão.

Espelho a dentro se vão

  por detrás do clarão.


sábado, 18 de dezembro de 2010

No Verso (Poetrix)




No Verso...


... Não me conheço! 
De perfil, cego são os traços
eis o que diz o espelho.

Solange Bretas