quarta-feira, 31 de maio de 2017


Sabores


Sinto na boca o antigo

gosto dos versos

que rimavam no pensamento

levando e trazendo palavras.

Ainda sinto o gosto daqueles poemas

que transbordaram cálices

manchando toalhas ao vento

durante o passar da lua

e o pousar das estrela

sobre o olhar da minha janela.

Sinto o gosto derramado nas entrelinhas

onde mergulhei nos versos profundos

que me levaram a deriva de você.

São tantos sabores

que se misturam entre os versos,

que me fazem verter

poemas embriagados de saudade.


Solange Bretas


PERFUMES

Ainda sinto o calor
da sua voz ao pé do ouvido.
Foi só revirar o passado
e reler todos os pensamentos.
Foi só me deitar em primaveras
e todos os perfumes 
de minhas lembranças
se misturaram pelo ar.
Subiu na pele o arrepio
como vento de fim de tarde
fechei os olhos pra te ver
me peguei sorrindo
diante do espelho. 

Solange Bretas

TRANSFUSO

Enche-te-me de desejos
mistura do mais nobre sentir.
Tornar-me única em ti
anseio de minh'alma nua.


Necessito  completar-te,
beber, transbordar-me
deleite do teu corpo nu
nesse gozo transfuso de paz.

Solange Bretas

Provocação...

...te olhar
te sonhar
me perder.

Solange Bretas


Estações...


... Ontem parecia eterno

bem que eu quis.

E veio o outono.


Solange Bretas