segunda-feira, 26 de julho de 2010

Fantasias...


Fantasias...

Ao despir das fantasias
deixei cair meus sonhos.
A festa acabou, você se foi
e restou o silêncio no salão.
Bailei sozinha,
entoei minha própria melodia.
Meu canto ecoou sozinho,
os acordes de meu choro calou-me a voz.
Parei! O silêncio se fez!
Peguei de volta os meus sonhos
joguei fora a fantasia...
 
Solange Bretas

Nenhum comentário: