terça-feira, 31 de agosto de 2010

Pintura Intimista


Pintura Intimista
Nego as cores de sua aquarela,
a  emoldura que me oferece não me agrada.
Seus traços egoístas me apagam.
Não!
Não me pinte tal qual Monalisa,
ou A Ponte sobre o rio.
Não irei disfarçar-me
num sorriso amarelo,
não te darei acesso ao jardim de minh'alma.
Hoje, sou O Grito!
Uma imagem distorcida
mas expressivamente minha.
Berro por liberdade!
Jamais conseguirá me enquadrar,
não estarei para objeto de ostentação.
A Ronda Noturna me guardará
me vestirei de veludo para encantar serpentes.
Farei companhia aos retirantes,
porém jamais serei tela em tua parede,
e do teu coração não me interessa
tuas pálidas emoções.
 
Solange Bretas

Nenhum comentário: