terça-feira, 21 de julho de 2009

A(dor)mecida


Meio sorriso...
Um lenço alento.
Pérolas ao vento,
rolam em meu pensamento,
letras colhidas a mão
prescritas noite a dentro,
perderam a graça, pois não!
No peito um fogo ardendo,
no chão o mundo em sete pedaços,
sem vê-lo ou tocá-lo...
A banhar-me num mar de rosas adormecidas.

2 comentários:

jeronimo disse...

É sempre bom vir aqui respirar esse perfume de pétalas!
Parabéns, querida poetisa!
Bj!

Anezinha disse...

Oi Amada!
O Sol há de Brilhar! seu sorriso é um lumiar! Sua poesia quer triste ou alegre é linda!
bjus
Rose