terça-feira, 28 de julho de 2009

Meu Querer


Cessem os relógios do céu,
derretam-se as cores da noite.
Que as estrelas se recolham no infinito
para descortinar o alvorecer
aos olhos dos girassóis.
Que a lua, não se despeça do sol
continuando a enfeitar o céu do seu olhar.
Seja enternecido o correr do dia,
com a sonora melodia dos pardais,
e o sol, preguiçoso, desperte a brilhar
no horizonte iluminando seu sorriso.
Quero que o dia eleve-se para estar
ao redor de nossos lençóis de mar,
que a brisa roube das flores o aroma
a misturar prazer e magia a inebriar,
e que o desejo seja ardente em nós
qual fogo a abrasar a alma e coração.
Que seja perene, do amor, o dia.

3 comentários:

jeronimo disse...

Após um dia de trabalho é sempre bom vir aqui pra respirar esse perfume de flores!
Parabéns, querida poetisa!
Bj!

ney disse...

Linda poesia, como sempre. Mas reparei que além do sol, a Sol também apareceu a brilhar. Parabéns! bj.

Anezinha disse...

Lindo o seu querer! poesia refinada como sempre!
grande beijo! saudades!
Rose