quinta-feira, 6 de maio de 2010

Águas...


Águas...

O rio tem de correr para o mar,
ansiosamente  misturar-se
penetrando em suas vagas
Ambos provam-se em extase,
levatam-se em ondas de pleno prazer.
Rio e mar, um oceano de sedução
provoca na sereia,o feitiço, o canto,
atraindo a lua dos navegantes
para dentro se suas marés,
Delirando faminto,
engole as embraçãos
e as eternizam
no fundo de sua alma pirata.
Solange Bretas

Nenhum comentário: