sábado, 1 de maio de 2010

Apenas Amo




Apenas Amo

De todas as loucuras,
sentir esse amor
sem medidas e medos,
me leva além do que sou
ou posso ser...
Tê-lo já é esperança
que alimenta meu sonho.
E assim por desejá-lo tanto,
quase me perco, voo, vago...
Ouso tocá-lo de leve
com os dedos de meu pensar
e, sutilmente,
me ponho a beijá-lo
com os lábios de minha alma
apaixonada e atrevida.
Quando sem perceber
me pego assim a admirá-lo,
esqueço quem sou
e apenas  Amo... 
Solange Bretas

Nenhum comentário: