quarta-feira, 26 de maio de 2010

Livre


Livre  
  
Desperta, rescindi  pesadelos 
a alma simplesmente voou... 
Na leveza de nuvens do outono 
não mais temendo invernos
recria a primavera interior.
Flutua sobre céus e sois,
no horizonte azul, 
chameja o arrebol.
Veste-se de estrela 
vai até o infinito 
bailar com a liberdade!
Solange Bretas

Nenhum comentário: