segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

GOLES DE DESEJOS



Bebo o dia em goles de desejo profundo
como a cede no deserto causando miragens.
Transbordo as taças ao meio dia
erguendo um brinde ao porvir
que meus olhos anseiam.
Lanço a sorte em passos dúbios,
me arrisco na corda bamba da paixão
buscando o equilíbrio nos braços da tarde.
Neles me deito sossegada a esperar
que ao noitecer o amor venha
venha embriagar-me de vez.


Solange Bretas

Nenhum comentário: