segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

TEU OLHAR E O MEU



Sem conter a emoção
ao longe te vi chegar,
meu olhar iluminou-se,
coração ficou a saltar.
No peito quase não coube
sentimento e razão
espelharam nosso olhar.
Era tanta a alegria,
cegou-me de paixão
a saudade que ardia,
foi embora do coração.
Era algo que pressentia,
sua energia estava no ar
quem ama não se engana
coração dispara pra avisar.
Ficamos quase frente a frente
e por pouco não nos falamos
era só meu, o momento,
te ver foi o alento
que minha alma pode provar.
Mas você fingiu não ver
e como fumaça sumiu no ar.


Solange Bretas

Nenhum comentário: