domingo, 11 de abril de 2010

Delírios


Te Sinto!
Como um vento...
Um sopro, alento!
Vem longe...
No horizonte de um olhar
cabe na janela do acreditar,
que um sopro do vento é alento
de seus lábios o amor a sussurar.
Descortinando meu sonhar,
minh'alma estremece
de tua brisa querendo provar.
Solange Bretas

Nenhum comentário: