quinta-feira, 22 de abril de 2010

Minha Loucura


Ainda que seja loucura
amar sem ser amada,
tento conter por dentro
o sentimento que se derrama
por não caber mais no peito.
Sofre minh'alma nua
e padece meu corpo
aos açoites do desejo de ser tua.
É uma chaga que não tem cura
essa tal saudade tua
que um dia se chamou felicidade.
Solange Bretas

Um comentário:

jeronimo disse...

Saudade é o amor que fica!
Parabéns, querida Solange!
Bj!