quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Fatos


Sob a ponte dos meus sonhos
corre um rio de fatos...
Suas águas falam
enquanto correm
por entre as pedras
desvendando segredos
movendo-as de lugar.
Enquanto vivo,
vendo esse rio passar
assim tão depressa,
penso em caminhar
no deserto com a solidão
sobre as areias escaldantes
do deserto da saudade
que o vento sopra em meus olhos,
pois as águas desse rio
agarrando meus pés
desejando me afogar,
causa-me o medo
de não mais sonhar.

Um comentário:

jeronimo disse...

Não tenha medo, nade!
Parabéns, querida poetisa!
Bj!