sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Abandono


Na liberdade dessa manhã,
me entrego ao abandono.
Deixei-me assim por você!

Minha esperança palpita,
o sol lá fora nem brilha,
o tempo é algoz de nós.

Abandonando-me em você

Nas lembranças do que fomos.

Nenhum comentário: