quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Vento Impetuoso


De mãos estendidas ao vento
a essência evaporou levando as linhas.
Transcendeu, perpassou céus e mares.

Levando minha essência mostrou-a as rosas,
"As rosas não falam, simplesmente as rosas exalam...",
Mas tu, que és impetuoso vento, vais...

Espalhando o que de mim roubastes.

Escrevendo nas entrelinhas de minhas mãos.
Solange Bretas




_"As rosas não falam, simplesmente as rosas exalam..." (Cartola)

Um comentário:

ney disse...

Acho que percebo sempre essa essência, nas entrelinhas, nos ventos.
Por oportuno, no seu último comentário no meu blog, falei da locomotiva, se poderia de alguma forma publicá-la, ou fazer um link. bjs/ney.