quarta-feira, 17 de junho de 2009

Amando Só


De que vale...
Toda a fortaleza do mar
Se não houver o vento a excitá-lo
a lanças suas ondas nas areias escaldantes;
o esplendoroso sol a iluminar
se não há noite para o fazer nascer;
as estrelas pairando no firmamento
se um simples olhar não puder alcançar seu existir;
as flores com a delicadeza de suas pétalas
e inebriante perfume se não há no jardim
um pequeno beija-flor a lhe cortejar;
as gotas da chuva que cai regando vida
se a vida se recusa a nascer;
um sorriso feliz na face enamorada
se não iluminar o dia de um bem;
o brilho de um olhar apaixonado
se não puder ser sentido no coração;
ter nos lábios o desejo de dar-se
em beijos ardentes de paixão
se sobraram somente lembranças;
um coração transbordando de amor
se é só um coração... de que vale?
Solange Bretas

5 comentários:

jeronimo disse...

Tudo e todos estão interligados. Ninguém é autossuficiente a ponto de não precisar de nada ou de ninguém.
Parabéns, querida poetisa!
Linda e reflexiva poesia!
Bj!

Princesa disse...

"...Amigos são anjos que levantam nossos pés
quando nossas asas se esquecem como voar..."
um bom fim de semana
um beijo

Anezinha disse...

Verdade.... de que vale né? Vale para lermos coisas lindas que escreve, vale também como amadurecimento e reflexão....
Vale muito!
beijos,
carinho
Rose

ney disse...

É um coração cheio de poesia, amor, carinho e atenção com amigos, vida. ney/

Estrela do Mar disse...

Quanta sensibilidade em seu coraçãozinho.
Sentimental poema. Lindo!

Beijos

Penélope