quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Fora de Si



Despiu-se dos sonhos...
Descalça, sentiu vã sua esperança
Lavou a face, livrou-se daquele olhar
sem horizonte... Perdeu-se...
Silenciou o vento, calou  as estrelas,
cobriu os cabelos com rubro manto
e no peito abafou desejos sem sentidos.
Na incontida vontade de amar
buscou no firmamento um ponto
fixou-se inteira e partiu...


Solange Bretas

Nenhum comentário: