sábado, 9 de janeiro de 2010

Letras Mortas


Quis escreverte,
mas as letras sepultadas
no livro de minh'alma
não formam palavras
que descrevam o sentir
que lá no fundo
ecoa e arde qual brasa
machuca feito espinhos
trazendo aos olhos
um mar em ressaca...

Solange Bretas

2 comentários:

ney disse...

Valem sempre os sentimentos, as belas poesias. ney/

Cinthia Fernandes; Cissy disse...

Como os versos surgem faceiros em seus pensamento. Cada vez mais intensamente lindo ! Está de parabéns, mami ! Você é nota 1000000000000000000000000000 !

bjão