terça-feira, 22 de setembro de 2009

Gosto Assim


Gosto de ser assim, Mulher...
Cheia de luas e de fases
com palavras nuas e cruas
bronzeada de sol e lua
molhada e envolvida pelo alto mar.
Cravar minhas raízes na terra,
crescer e de paixão, frutificar.
Solto meus cabelos ao vento,
seus gemidos ecoando por dentro,
provocando desejo a despetalar.
De asas abertas lanço-me no abismo
num mergulho profundo absorvo-te inteiro
e nos braços do amor fecundo quero repousar
sem hora, sem medo, sem pensar.

Um comentário:

Rose Tunala disse...

Eita, que minha amiga tá se superando.
que maravilha de versos!
Beijos, bom dia