sábado, 12 de setembro de 2009

Um Toque



Apenas um toque...
e suas mãos leem
meus anseios em secredo.
Toma-me por um querer ardente
causando arrepios na alma...
Com o encanto de teus olhos
despi-me sem pudor
enlouquecendo meu ser.
Apenas um toque...
Sou cálice a transbordar
essências em frenesim...

Um comentário:

jeronimo disse...

Um toque fatal!
Parabéns, querida poetisa!
Bj e ótima semana!