quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Toca no Coração



Ao longe ouve um tambor
Enviando sons ao pé do ouvido
De um coração que morre de saudade
No céu nuvens de fumaça
Formando imagens de lembranças
Sinais da alma que ama
O toque do tambor desperta desejos
Que adormecidos pela ausência
Foram contidos em redoma da paixão
E ao despertar enlaça corpo e alma
Que ardem como fogo...
No céu que fumaça havia
Faz-se brilhante aurora
Amor a dissipar nuvens
A matar saudade...
Agora, ouço de perto nossos corações
Como aquele tambor em êxtase a tocar
não preciso no céu imagens formar
o amor em nós real e tocavel está...
Saudade se foi enquanto você ficar.

Um comentário:

jeronimo disse...

E quando ele se for, o seu amor ficará em forma de saudade!
Parabéns, querida poetisa!
Bj!