quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Utopia


A imagem no espelho
Sem face olha perdida,
refletindo a negra luz.
O que era encanto,
Figurava na utopia
de um eterno bem
assim tão claro parecia.
Em quebranto se quebrou,
a essência evaporou,
só restaram os pedaços ,
deixando o abstrato
de um longínquo olhar
em preto e branco.

Um comentário:

Piel disse...

Quando o amor não é correspondido, as cores desbotam.
Parabéns, querida poetisa!
Bj!