domingo, 13 de setembro de 2009

Um Brinde Só


Uma taça de vinho e eu...
Brindei a liberdade,
pro coração a felicidade.
Adoçando meu paladar
Degusto sem olhar...
Sinto sua textura
a se misturar...
Em suaves goles
vou sorvendo
Saboreio e saboreio...
De cristal a taça reflete
aquele sorriso sem destino
No olhar uma lembrança...
Quer saber?
Tim Tim!!
Solange Bretas

2 comentários:

ney disse...

Que tristeza! Talvez eu seja o único no mundo que não gosta de vinho. Acho que foi resultado de um porre lá na adolescência, daqueles vinhos em caneca. Agora só vou de Coca Cola. Mas essa taça borbulhante ficou um charme. E o que vale é o brindar, degustar, saborear, viver a liberdade, a felicidade e a poesia. Um tim tim a esse seu bom momento. bjs/ney.

Pétalas D'Alma disse...

Brindemos então a poesia com guaraná, gelo e rodelas de laranja...rsrs Adoro sua visita, Ney!! Bjus Sol